Processos industriais que permitem a obtenção de produtos a partir da água do mar

Os processos industriais que permitem a obtenção de produtos a partir da água do mar também são chamados de processos de dessalinização. A dessalinização consiste na retirada de sal da água do mar deixando-a doce, ou seja, própria para o consumo humano.

Cada vez mais fala-se sobre a preocupação com a escassez e o desaparecimento a médio e longo prazo da água potável em nosso planeta. Muitas regiões já estão profundamente ameaçadas. Como exemplo, podemos citar Ilha de Páscoa, Ilha de Fernando de Noronha e Ilha de Chipre. Nessas regiões, os lençóis freáticos diminuíram drasticamente por conta da exploração. Pensando nisso, surge uma ideia que pode solucionar esse grande problema ambiental: a dessalinização.

Vamos conhecer alguns processos de dessalinização da água. Os dois primeiros (osmose inversa e destilação multiestágios) são os mais utilizados globalmente.

Osmose inversa

No processo de osmose inversa, há duas soluções salinas de diferentes concentrações. Uma delas é mais “pura” e a outra é mais “salgada”. Então, é aplicada uma grande pressão no lado da solução mais salina, revertendo a tendência natural. O que acontece nesse processo é que a água da solução mais salina passa para o lado da água mais “pura”, enquanto os íons de sais nela dissolvidos ficam retidos.

Destilação multiestágios

Nesse processo, utiliza-se vapor a temperaturas bastante elevadas para fazer com que a água do mar entre em ebulição. O processo é conhecido como “destilação multiestágios” pois a água passa por inúmeras células de ebulição-condensação para que, no final do processo, apresente um alto grau de pureza.

Processos industriais que permitem a obtenção de produtos a partir da água do mar

A dessalinização consiste na retirada de sal da água do mar deixando-a própria para o consumo humano

Congelamento

Esse processo envolve o congelamento da água. Somente a água pura pode ser congelada. Os sais não congelam junto. O congelamento da água é repetido diversas vezes até que se obtenha água destilada. Apesar do processo ser bastante eficiente e poder ser realizado em larga escala, o mesmo ainda está sendo testado e melhorado em laboratórios, pois o custo em larga escala é muito alto. Assim, os cientistas estão em busca de baratear o processo através desses testes.

Destilação por forno solar

Nesse processo, há um tanque com água salgada que abastece um reservatório de evaporação através de uma válvula. O papel do forno solar é aquecer esse evaporador de modo que a água evapore quase que instantaneamente assim que chega no reservatório. Em seguida, o vapor vai para um trocador de calor onde é condensado antes de cair no reservatório de saída já em forma de água potável sem o sal e outras impurezas. Esse processo pode produzir cerca de 20 litros de água potável por dia, então, é indicado para satisfazer as necessidades de pequenas famílias.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *