Osama Bin Laden

Usamah Bin Muhammad Bin Àwad Bin Landi, verdadeiro nome de Osama Bin Laden, nasceu em 1957 na Arábia Saudita. Seu pai, Mohammed Bin Laden, era um milionário da construção civil saudita, que impunha uma educação severa aos filhos. Morreu quando Osama tinha apenas 10 anos, então o menino passou a viver com a mãe, que mal conhecia, pois vivia cercado de criados. Seus 16 irmãos o rejeitavam e o garoto foi mandado para o Líbano aos 13 anos de idade para formar no Ensino Médio.

No Líbano Osama teve uma vida cercada de uísque, carros luxuosos, boates e prostitutas. Voltou à Arábia Saudita depois do início da guerra civil no Líbano. Ingressou no curso de Engenharia da Universidade de King Abdul e passou a estudar os valores da religião muçulmana.

Bin Laden

Osama Bin Laden

Osama e a Al Quaeda

Foi nos cursos religiosos que conheceu Abdullah Azzam, um dos mentores da organização terrorista Al Quaeda. Osama foi apresentado aos líderes muçulmanos que lutavam contra a invasão soviética ao Afeganistão e decidiu que lutaria com eles. Como tinha muito dinheiro, deixado pelo pai, começou a financiar o treinamento dos guerrilheiros muçulmanos. Criou também os campos de treinamento, que ganharam o nome de Al Qaeda (“a base”, em árabe). Em 1989 Osama Bin Laden retornou para a Arábia Saudita.

A “Guerra Santa”, liderada por Osama, teve a participação de mais de quatro mil muçulmanos, que se espalharam pelos países vizinhos e fundaram a base de ação militar-religiosa no Sudão. Com a fixação de bases militares dos EUA na Arábia Saudita, após o fim da Guerra do Golfo, teve o início dos conflitos.

Bin Laden começou então a liderar vários atentados terroristas aos EUA. Pressionada, a Arábia Saudita cancelou a cidadania do terrorista. Indignado, Osama explodiu um carro bomba na capital saudita. O Sudão também expulsou  o terrorista de seu território, e ele então se mudou para o Afeganistão, declarando guerra aos Estados Unidos.

Osama foi muito bem recebido pelos talibãs, grupo radical islâmico que era a favor de suas ações terroristas e controlavam o Afeganistão politicamente. Sabendo que estava sendo caçado por seus inimigos, o terrorista planejou mais atentados. Em 1998, as embaixadas norte-americanas do Quênia e da Tanzânia sofreram com os atentados a bomba de Bin Laden.

Mas foi no dia 11 de setembro de 2001 que Bin Laden realizou seu maior atentado: dois aviões civis foram sequestrados e lançados contra as torres gêmeas do World Trade Center, um dos símbolos da supremacia econômica dos EUA. Veja os Reflexos do 11 de Setembro.

Osama Bin Laden passou a ser o homem mais procurado do planeta. Somente em 1 de maio de 2011 o terrorista foi capturado e morto pelo exército americano. Barack Obama, atual presidente dos EUA, noticiou que Bin Laden foi morto com um tiro na cabeça.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *