Como Fazer um Texto Narrativo

Narrar é discorrer sobre fatos, ou seja, contar algo. Quando falamos em texto narrativo, nos referimos a um texto que relate algum episódio. Trata-se, portanto,  de uma sequência de acontecimentos, com começo, meio e fim. No texto narrativo o narrador não expõe suas opiniões, ou argumenta algum tema, como acontece no Texto Dissertativo.

O texto narrativo é fortemente marcado pelas noções de tempo e espaço. Ao contrário da descrição, que é estática, a narração é dinâmica e deve responder às perguntas seguintes:

  • Quem participa dos acontecimentos? – Personagens;
  • O que acontece? – Enredo;
  • Onde e em que circunstâncias acontece? – O lugar dos fatos, ambiente e situação.

Os principais elementos de um texto narrativo

Além de ter começo, meio e fim, o texto narrativo precisa conter alguns elementos básicos. Veja abaixo quais são esses elementos:

Narração

Como fazer um texto narrativo

  • O que?
    O acontecimento a ser narrado;
  • Quem?
    A personagem principal (protagonista);
  • Quem?
    O antagonista;
  • Como?
    A maneira como se desenrolou o acontecimento;
  • Quando?
    O tempo da ação;
  • Onde?
    O local do acontecimento;
  • Por quê?
    A razão do fato;
  • Por isso
    O resultado ou consequência.

Ao escrevermos uma narração, é importante que uma só situação a centralize e envolva as personagens. Deve haver um centro do conflito, ou seja, um núcleo do enredo. A narração distingue e ordena os fatos e sua essência é a criatividade.

Esta modalidade de texto transita por um fio condutor que leva a uma situação denominada “clímax” ou “nó”, decaindo numa “resolução” ou epílogo. O segredo da narrativa concentra-se no grau de suspense criado, bem como no fecho surpreendente. É preciso prender a atenção do leitor.

É importante lembrar que a narrativa pode ser curta ou longa; ter diálogo ou não (o diálogo torna a narração mais dinâmica, pois cria no leitor a sensação de ouvir as personagens); ter como assunto caso real ou fictício; ser séria engraçada ou triste. Quem escreve é quem decide como fazer a redação.

A posição do narrador

A relação verbal entre emissor e receptor efetiva-se  através do que chamamos discurso. Dessa forma, o ponto de vista ou foco narrativo é parte fundamental da narrativa, pois revela a perspectiva através da qual se conta a história.

  • Narrador-personagem: quando o narrador participa do enredo, é personagem atuante, diz-se que é narrador-personagem ou participante. Isso constitui o foco narrativo ou ponto de vista da primeira pessoa.
  • Narrador-observador: chamamos de narrador-observador ao que serve de intermediário entre o episódio e o leitor. É o foco narrativo em terceira pessoa.
  • Narrador-onisciente: ocorrem casos em que o narrador é classificado como onisciente, pelo fato de dominar o lado psíquico de seus personagens e conhece o enredo da história.

Formas do discurso

  • Discurso direto: constitui a técnica do diálogo. É a personagem em atividade. Estrutura-se, normalmente, com a precedência de dois pontos e inicia-se após um travessão.
  • Discurso indireto: caracteriza-se pelo emprego da subordinação sintática, impedindo a fala da personagem.
  • Discurso indireto livre: é uma mescla do discurso direto com o indireto, proporcionando um movimento interno da fala, o monólogo interior.
Comentários
  1. Syanne
  2. thamires
  3. BEATRIZ

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *