Monteiro Lobato

Escritor brasileiro, nasceu a 18 de abril de 1882 numa fazenda de Taubaté, Estado de São Paulo. Em 1904, formou-se em Direito, chegando a se tornar promotor público, cargo que abandonou em 1911 para administrar a fazenda que herdara de seu avô. Sua carreira literária começou em 1918, com um artigo publicado no jornal O Estado de São Paulo. Nesse artigo (Urupês), Monteiro Lobato lançou um dos mais famosos personagens da literatura brasileira: Jeca Tatu, símbolo do caipira brasileiro e que serviria de ponto de partida para o autor atacar o subdesenvolvimento do país e a inércia das autoridades. Durante sua vida, ele se envolveria em muitas outras lutas pelo interesse público, culminando com a defesa da tese da existência de petróleo no Brasil, luta pela qual passou seis meses na prisão, em 1941.

Literatura Infanto-Juvenil

sitio do picapau amarelo

A turma do Sítio do Picapau Amarelo com a foto de Monteiro Lobato

A obra mais importante de Monteiro Lobato, porém, foi a série de estórias que escreveu para crianças, iniciada com a publicação de Reinações de Narizinho, em 1921. Monteiro Lobato foi o primeiro escritor brasileiro a tratar a literatura infanto-juvenil com seriedade. Os seus livros não são apenas divertidos, eles procuram informar e educar os jovens leitores. Atualmente, as suas obras infantis estão reunidas em 21 volumes, entre os quais se destacam Fábulas (1922), Emília no País da Gramática (1934), Geografia de Dona Benta (1937), O Picapau Amarelo (1939), Reforma da Natureza (1941). Monteiro Lobato morreu em 1948.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *