Domínios Morfoclimáticos

A Geografia é uma disciplina muito extensa e nos dá diversas áreas de estudo. E dentre esses diversos assuntos da Geografia está o conhecimento das regiões geográficas do Brasil. Muitas vezes conhecer o clima, vegetação e relevo de uma região permite que se entenda (e que se resolva corretamente) e com maior facilidade as questões ligadas àquela região. Por isso é tão importante estudar as regiões geográficas.

Hoje estudaremos os domínios morfoclimáticos, que determinam as características de cada região.

O Brasil é um país dividido em seis grandes domínios morfoclimáticos, cada um com características diferentes e únicas. Estes seis domínios são a Amazônia, Cerrado, Caatinga, Araucárias, Mares de Morro e Pampas (Pradarias). Listamos abaixo as principais características de cada domínio, então fique atento ao mapa para localizar a região correspondente a cada um deles.

Domínios morfoclimáticos

Domínios morfoclimáticos

Amazônia

Neste domínio está localizada a floresta amazônica. Ele ocupa quase que a totalidade da região Norte do país. O clima é equatorial, com alta pluviosidade (muita chuva) e altas temperaturas, que contam com pouca variação. O relevo é quase que predominantemente de planícies, tendo também áreas de planalto. O desmatamento é uma grande preocupação nesse domínio. Os rios são perenes, sempre cheios.

Cerrado

É caracterizado pela grande quantidade de arbustos e vegetação rasteira. Tem também árvores de médio porte que, em geral, apresentam-se bem afastados umas das outros. Os troncos e galhos possuem um aspecto retorcido e com casca bastante grossa.

O clima tropical, com invernos secos e verões chuvosos com altas temperaturas o ano todo. Possui relevo de chapadas e quanto à hidrografia, o domínio de cerrado é conhecido por apresentar as nascentes das três principais bacias hidrográficas brasileiras (Amazônica, São-Franciscana e Paranáica).

Caatinga

Possui uma vegetação cactácea e xerófila (plantas que sobrevivem com pouca água). O clima é semi árido (baixa umidade e pouquíssima quantidade de chuvas, com temperaturas altas durante todo o ano). Esse domínio é atravessado pela Bacia do São Francisco. É também caracterizado por apresentar área depressiva inter montanhas. É uma região que vive em constantes mudanças, em função da utilização dessa região para a prática da agricultura e da criação de animais.

Mares de morro

Este domínio morfoclimático abriga a Mata Atlântica, uma importante floresta do Brasil. É localizado ao longo do litoral brasileiro e possui um clima bem diversificado. Seu relevo é caracterizado pelos morros florestados, com vertentes arredondadas, chamadas de “morros em meia-laranja”. Daí o nome “mares de morros”. Esta região vem sofrendo com o desmatamento desde a época da descoberta do Brasil, com a retirada do pau-brasil.

Araucárias

É formado pelas matas de pinheiro brasileiro (araucária). Essa árvore é muito usada para a produção de móveis. O clima é subtropical, com verões curtos e com temperaturas elevadas, enquanto os invernos são bem rigorosos e as chuvas são moderadas. O relevo é predominantemente de planaltos.

Pampas / Pradarias

Com uma vegetação herbácea, esse domínio está presente na região Sul do país. O clima é subtropical com temperaturas baixas quase o ano todo. O relevo é caracterizado pelas planícies.

Áreas de Transição

Como o próprio nome sugere, estas áreas encontram-se entre dois ou mais domínios morfoclimáticos e por isso mesmo possuem aspectos de mais de um domínio, sendo assim consideradas mistas.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *