Qual o significado da bandeira do Brasil?

A bandeira nacional é um dos principais símbolos do nosso país. Ela representa o patriotismo e a unidade nacional. Ela foi criada quatro dias após a Proclamação da República, em 19 de novembro de 1889, dia em que comemoramos o Dia da Bandeira. Os responsáveis pela sua elaboração são Raimundo Teixeira Mendes (positivista), Miguel Lemos (diretor do Apostolado Positivista do Brasil), Manuel Pereira Reis (astrônomo) e Décio Vilares (pintor).

O Brasil já teve 13 bandeiras: a Bandeira da Ordem de Cristo (1332 – 1651), a Bandeira Real (1500 – 1521), a Bandeira de D. João III (1521 – 1616), a Bandeira do Domínio Espanhol (1616 – 1640), a Bandeira da Restauração (1640 – 1683), a Bandeira do Principado do Brasil (1645 – 1816), a Bandeira de D. Pedro II, de Portugal (1683 – 1706), a Bandeira Real do Século XVII (1600 – 1700), a Bandeira do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarve (1816-1821), a Bandeira do Regime Constitucional (1821- 1822) e a Bandeira Imperial do Brasil (1822 – 1889).

Bom, antes de entendermos o significado real da bandeira, precisamos lembrar do positivismo, movimento do qual ela deriva. Foi criado por Auguste Comte na França, no começo do século XIX. como uma doutrina filosófica, política e econômica.  No Brasil, o positivismo se destacou principalmente no meio militar. Basicamente, ele exalta a existência humana e propõe a valorização das ações do ser humano, se afastando completamente da teologia e metafísica. Ele é um reconhecimento de que o meio científico é a única forma de se chegar a informações verdadeiras.

Assim, chegando ao Brasil, o positivismo influenciou as elites e República. A frase “Ordem e progresso” explicita estes ideias, uma vez que valoriza a conquista por meio do racionalismo humano. Aliás, o lema máximo do movimento é Amor como princípio e ordem como base; o progresso como meta“. Já as cores da bandeira fazem referência a natureza brasileira.

As cores e símbolos

bandeira do brasil

Cada cor na Bandeira do Brasil tem um significado

Antigamente, as cores não tinham o mesmo significado atual, pois representavam as tonalidades das casas reais de Dom Pedro I. Diz-se que o verde era o brasão da família Bragança, o amarelo era uma homenagem à casa Hasburgo, que governava a Áustria e o azul era relativo à Santa Maria, a padroeira de Portugal. Isso parou de ser mencionado, a partir de 1822, quando o Brasil se tornou independente.

Hoje, o que mais chama atenção na bandeira é o retângulo verde, cuja a cor representa a grandeza e força das matas brasileiras. O losango, cuja a forma representa a proteção à mulher e amarelo vem para lembrar as riquezas minerais existentes em nosso solo. Já o círculo azul representa o lindo céu e é o emblema tradicional romano. Logo, o branco presente na bandeira representa a paz.

As estrelas brancas, que hoje são vinte e sete, estão ali representando cada estado brasileiro e o Distrito Federal. A primeira versão da bandeira tinha apenas vinte e uma estrelas, representando os estados de Amazonas, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba do Norte (Paraíba), Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Mato Grosso, Município da Corte.

Posteriormente, com a criação de novos estados, foram acrescentadas seis estrelas à bandeira, representando os estados de Acre, Mato Grosso do Sul, Amapá, Roraima, Rondônia e Tocantins. Essa foi a única alteração feita na Bandeira do Brasil desde que ela foi adotada.

As posições das estrelas são relacionadas as nove constelações que podiam ser vistas no céu do Rio de Janeiro, às 8 horas e 30 minutos do dia 15 de novembro de 1889, quando aconteceu a Proclamação da República. A Lei nº 8.421 determina que toda vez que houver a adição ou criação de algum estado brasileiro, a bandeira deve ser reformulada.

É interessante ressaltar que a bandeira Imperial do Brasil, a penúltima, era praticamente idêntica a bandeira americana. Os elementos, disposição e até mesmo as estrelas eram muito parecidas com a bandeira dos Estados Unidos.

Desde a sua criação, a Bandeira do Brasil está presente em todos os órgãos públicos, escolas, secretarias de governo, etc. Ela deve ser hasteada pela manhã e a arriada ao fim da tarde. Durante a noite a bandeira só pode ficar exposta se estiver muito bem iluminada.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *