Radicais livres

O que são os radicais livres?

São grupos orgânicos que possuem um elétron livre. O elétron livre é um elétron que está desemparelhado ou não compartilhado. Por serem extremamente reativos e muito instáveis, esses radicais se ligam facilmente a qualquer espécie que esteja próxima, basta ter carga positiva.

Como os radicais livres são formados?

Eles se formam através de uma ruptura, ou homólise, também chamada de cisão homolítica. A palavra homólise vem do grego, homo significa igual e lysis é quebra, isto é, uma quebra igual da ligação. Isto significa que os elétrons são rompidos igualmente, ficando um elétron em cada átomo que antes estavam compartilhando. Veja um exemplo:

Cisão Homolítica

Cisão Homolítica

Em alguns momentos esses radicais livres são benéficos ao nosso corpo, como por exemplo, participando da defesa do organismo, pois atacam corpos estranhos que entram no corpo. Eles são produzidos através da respiração e da queima de células.

Porém, nem sempre esses radicais livres ajudam o organismo. Eles são altamente tóxicos e podem acelerar o envelhecimento. O envelhecimento precoce ocorre porque os radicais livres agridem as células, podendo levá-las à morte. As proteínas, o DNA e os açúcares podem ser desestabilizados pelos radicais livres.

Os antioxidantes são capazes de reduzir os danos no organismo, pois reagem com os radicais livres, neutralizando-os. Os antioxidantes entram no organismo através de uma alimentação balanceada.

A má alimentação aumenta a produção de radicais livres e consequentemente, acelera o envelhecimento. É importante evitar o consumo excessivo de gorduras saturadas, produtos industrializados e conservantes. Outros fatores também são causadores do aumento de radicais livres no organismo, como o fumo, o consumo de bebidas alcoólicas, o estresse e a exposição a pesticidas e poluentes atmosféricos.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *