Forças de Van der Waals

Foi o cientista Johannes Diederik Van der Waals (1837-1923) que determinou as forças que se estabelecem entre as moléculas. Em sua homenagem, elas foram registradas e são atualmente conhecidas, como: as forças de Van der Waals.

É graças a essa força intermolecular que as lagartixas desafiam a gravidade, andando pelas paredes e até mesmo no teto, sem cair. Além de grudar com facilidade, as patas das lagartixas também se desgrudam facilmente. Quem é que nunca ficou observando esses bichinhos e se perguntando, como isso é possível? Seria uma espécie de cola produzida pelas patinhas da lagartixa? Ou alguma forma de sucção?

Nada disso! Estudos constataram que as lagartixas não possuem nenhum tipo de cola nas patas. São animais extremamente limpos que não deixam nenhum tipo de resíduo por onde passam. Testes feitos em câmara à vácuo, também concluíram que não há nenhum tipo de sucção. Concluiu-se então, que essa peculiaridade das lagartixas, se deve às forças de Van der Waals.

Como funciona a força de Van der Waals?

Uma das forças de Van der Waals é a dipolo induzido, que é responsável pela interação entre as patas das lagartixas e a superfície em que ela anda.

pata de largatixa Forças de Van der Waals

Estrutura da parte interior da pata de uma lagartixa

As moléculas presentes nas patas das lagartixas são apolares quando estão isoladas. Mas quando se aproximam, pode ocorrer uma deformação de suas nuvens eletrônicas, devido a atrações ou repulsões eletrônicas entre seus elétrons e núcleos.

Isso pode gerar polos positivos e negativos temporários. As moléculas então, passam a ter dipolos. Quando se forma um dipolo em uma molécula, a formação do dipolo de uma molécula é induzida, por isso, elas se atraem, mantendo-se grudadas ou unidas.

Essa força é bem fraca, por isso nós não conseguimos andar pelas paredes, pois a força da gravidade é maior. Já nas lagartixas isso é possível porque elas possuem milhões de filamentos (cerdas) nas patas. Esses filamentos se subdividem em milhares de estruturas com a espessura de um décimo do diâmetro de um fio de cabelo e são chamados de espátulas.

O tamanho da lagartixa também ajuda, pois a gravidade não consegue derrubá-la. As aranhas, moscas, mosquitos e formigas também conseguem andar nas paredes devido a mesma propriedade. Os cientistas estudam formas de criar robôs que podem andar nas paredes e até mesmo a possibilidade dos seres humanos poderem escalar montanhas sem o uso de cordas. Tudo isso usando as forças de Van der Waals.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *