Pediatria

A medicina tem uma especialidade, a pediatria, que cuida das crianças desde a fecundação até a adolescência. A pediatria divide-se em cinco áreas: preventiva (ou puericultura), clínica, cirúrgica, neonatal e social.

Puericultura

A puericultura procura evitar doenças e cuidar das de pouca gravidade e tratamento fácil. Para isso, baseia-se em exames periódicos das crianças e entrevistas com os pais ou responsáveis, feitos em centros de saúde e ambulatórios. Desse modo, o médico pediatra pode, por exemplo, constatar uma simples diarreia e evitar que ela se transforme em uma desidratação. O pediatra também se preocupa com a saúde mental da criança, procurando evitar que algum pequeno erro educacional venha se transformar em sério problema futuro.

Pediatria Clínica e Cirúrgica

A pediatria clínica e a cirúrgica, exercidas em hospitais e ambulatórios, ocupam-se de doenças que exigem tratamento especial. Elas são importantes nos países e regiões subdesenvolvidos, onde são frequentes os casos de diarreia, desidratação e pneumonia. Há setores especializados da pediatria clínica e da cirúrgica, conforme o tipo de problema: nutrição, aparelho digestivo, pele, garganta e vias respiratórias, fraturas, psicologia, etc.

pediatra

Um pediatra é especializado nos cuidados médicos com as crianças

Pediatria Neonatal

A neonatologia é destinada a fornecer assistência aos recém-nascidos, tanto aos normais quanto aos que exigem cuidados especiais (como os nascidos antes do tempo ou prematuros).

Pediatria Social

A pediatria social procura assegurar a integração das crianças de uma comunidade. Identifica problemas e necessidades de recreação, educação, habitação, saneamento e outros, de modo a serem resolvidos para beneficiar todo um conjunto de crianças. Cada comunidade (um bairro, vila ou pequena cidade) deve, portanto, contar com os serviços de pediatras, dedicados a todas as suas crianças. A pediatria social é praticada de forma eficiente em muitos países, onde em geral as crianças de cada comunidade contam com a assistência necessária, independentemente dos recursos financeiros e posição de suas famílias.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *