Dígrafo

A Fonologia é a parte da gramática que estuda os dígrafos. Chamamos de dígrafo qualquer encontro de letras que, juntas, formam um só fonema, ou seja, apenas um som.

Mas qual é a origem dessa palavra? A palavra dígrafo vem do grego: di (dois) + grafo (escrever). Pode-se usar também a palavra digrama (di = dois; grama = letra). Alguns exemplos de dígrafos:

  • Nascer
  • Morrer
  • Aqui
  • Falha
  • Carro
  • Assar

Em outras línguas, pode acontecer um dígrafo com mais de duas letras. É o caso dessa palavra alemã: Deutschland, onde as letras “tsch” formam um único som. Nesse caso, é chamado de quadrígrafo (quatro letras). E se a junção é formada por três letras, chamamos de trígrafo.

Dígrafos da Língua Portuguesa

Na língua portuguesa dividimos os dígrafos em dois grupos: vocálicos e consonantais.

Dígrafos Vocálicos

Chamamos de dígrafos vocálicos as junções de duas letras que têm som de vogal. Exemplos:

digrafo

O que é um dígrafo?

  • am: ambíguo, campeão
  • an: antítese, manto
  • em: lembrança, tempo
  • en: vento, senta
  • im: impureza, símbolo
  • in: interior, síntese
  • om: sombra, pompa
  • on: ontem, conto
  • um: tumba, cumprimento
  • un: fundo, tonto, mundo

Dígrafos Consonantais

Chamamos de dígrafos consonantais as junções de duas letras que têm som de consoante. Exemplos:

  • lh: soalho, migalha
  • nh: tenho, vinho
  • ch: chegar, achatado
  • rr: jarro, corrimão
  • ss: massa, passeio
  • qu e gu (seguidos de e ou i): quente, quiromancia
  • sc: ascender, crescer
  • : cresço, desço
  • xc: excelente, excessivo
  • xs: exsudar, exsicar

Observação: Quando há um encontro de duas consoantes, mas o som das duas letras são distintos, não se trata de um dígrafo, mas sim de um encontro consonantal.

 

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *