Como Escrever um Texto Descritivo

A Redação é parte fundamental nas provas do Enem, por isso é muito importante estudar os tipos de redações e saber fazer bem cada uma delas. Já falamos aqui no blog sobre o Texto Narrativo e sobre o Texto Dissertativo. Hoje falaremos sobre o Texto Descritivo. Saiba o que é um texto descritivo, como se divide e como é feito.

Fazer um texto descritivo é o mesmo que descrever alguma coisa. Descrever é traduzir em palavras algo que tenha sido visto ou observado. É uma representação, por meio de palavras, de um objeto ou imagem. Pode ser comparado ao registro do que se vê em uma fotografia, com forma, tamanho, quantidade, relatando tudo o que pode ser mensurado.

Tipos de descrição

  • Descrição denotativa: com linguagem objetiva, geralmente utilizada em artigos acadêmicos, livros didáticos.
  • Descrição conotativa: descrição literária, rebuscada e metafórica, tomando palavras por seu valor simbólico e polivalente.

Para diferenciar uma da outra podemos citar a descrição de uma mesa: a descrição que fala do tipo de material do qual foi feita, como são as pernas e coisas do gênero estaria fazendo uma descrição denotativa. No caso da descrição conotativa seriam listadas as impressões da mesa em relação às pessoas da casa, onde se sentam e o que fazem enquanto estão em volta dela.

Qualidades de uma boa descrição

A descrição é mais bem feita à medida que consegue “dar vida” ao objeto descrito. Nesses casos, o leitor tem a sensação de que está mesmo diante da situação descrita no texto. Ao final da sua escrita, releia a redação e confira se a situação narrada parece real. Se estiver, sua descrição certamente estará excelente.

Em um texto descritivo, você deve descrever a cena imaginada com riqueza de detalhes

Como descrever

Na hora de escrever uma redação descritiva, imagine antes a situação que deseja descrever, com todos os detalhes necessários à cena.  Em seguida, transforme em palavras todos esses detalhes imaginados. Lembre-se de despertar os sentidos do leitor; fale das cores, dos sons, dos cheiros e das sensações causadas pelo objeto descrito. Se estiver descrevendo um quadro de natureza, por exemplo, a linguagem deve traduzir a cor, a espacialização e até mesmo o que se quer mostrar do efeito causado pela obra.

Pensar em algumas características daquilo que vai ser narrado, pode ajudar no momento da escrita. Por isso, não se esqueça de falar sobre:

  • as cores;
  • altura;
  • comprimento;
  • dimensões;
  • características físicas;
  • características psicológicas;
  • sensação térmica;
  • tempo e clima;
  • perspectiva espacial;
  • peso;
  • textura;
  • utilidade;
  • localização.

Exemplos de descrição

Veja abaixo dois exemplos de textos descritivos. O primeiro exemplo descreve um vale, enquanto o segundo exemplo descreve um homem.

“Num vale largo, no sopé de uma encosta íngreme, ao lado de um regato de águas claras e borbulhantes, Tom estava construindo uma casa” (Ken Follett).

“Camargo era pouco simpático à primeira vista. Tinha feições duras e frias, os olhos perscrutadores e sagazes, de uma sagacidade incômoda para quem encarava com eles, o que não o fazia atraente” (Machado de Assis).

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *