Carlos Drummond de Andrade

Considerado um dos maiores poetas da literatura brasileira, Carlos Drummond de Andrade nasceu em Itabira, Minas Gerais, no dia 31 de outubro de 1902. Filho de fazendeiros, ele não mostrou inclinações para a vida no campo; seu interesse pela literatura manifestou-se quando ainda cursava o ginásio em Belo Horizonte.

Diplomou-se em Farmácia, mas nunca chegou a exercer a profissão. E, em 1926, Drummond voltou a Itabira, onde por pouco tempo foi professor de Português e Geografia. Antigo colaborador de jornais e revistas de Minas e do Rio de Janeiro, acabou sendo convidado para trabalhar como redator chefe no Diário de Minas. Nesse jornal, juntamente com seus colegas, Drummond desenvolveu a campanha do movimento modernista mineiro.

carlos drummond de andrade

Estátua de Carlos Drummond de Andrade no Rio de Janeiro

Em 1927, após trabalhar em vários jornais, ingressou no funcionalismo público, e três anos depois publicou seu primeiro livro: Alguma Poesia. Durante o governo de Getúlio Vargas, mudou-se para o Rio de Janeiro (em 1934), para ocupar o cargo de chefe do gabinete do ministro da Educação. Drummond permaneceu nessa função até 1945. Nesse ano publicou uma de suas obras mais importantes, A Rosa do Povo, poesias em que sobressaem suas preocupações sociais.

Ainda nesse ano passou a trabalhar no Patrimônio Histórico Nacional, onde permaneceu até aposentar-se em 1962. Sua vasta produção poética, que sofreu constante evolução, enveredou por um caminho pessoal, o que torna difícil classificá-lo como membro de alguma escola, apesar da influência que recebeu dos modernistas. É também excelente prosador, escrevendo sobretudo crônicas.

Principais Obras

A produção literária de Drummond é muito vasta e dentre seus livros podemos destacar Reunião, Seleta em Prosa e Verso, Poesia até Agora, Fazendeiro do Ar, Lição de Coisas, Boitempo, Cadeira de Balanço, Paixão Medida.

 

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *