Tratado de Versalhes

O Tratado de Versalhes, assinado em Paris, no mês junho de 1919, obrigava a Alemanha, país considerado o principal culpado pelos conflitos da Primeira Guerra Mundial (1914 – 1918), a aceitar imposições feitas pelos países da Tríplice Entente, como a perda de parte de seus territórios, zonas de exploração mineral e seus domínios coloniais.

De acordo com o Tratado, a região da Alsácia-Lorena foi devolvida para as mãos dos franceses. A Polônia foi declarada independente pelos russos, que ainda permitiram a criação do corredor polonês (limite territorial que dava ao país uma saída para o mar). A Alemanha tinha algumas colônias no continente africano. Estas foram divididas entre Inglaterra, Bélgica e França. O Japão e Inglaterra ficaram com outros domínios da Alemanha situados na região do Pacífico.

Assinatura do Tratado de Versalhes

Assinatura do Tratado de Versalhes

O Tratado de Versalhes foi mais além, impedindo o armamento do exército alemão, que também não poderia mais contar com o alistamento obrigatório. Com estas mudanças, o exército alemão não poderia passar de 100 mil homens. A criação de indústrias bélicas na Alemanha também foi impedida. Tudo isso foi feito para impedir uma possível revanche da Alemanha.

Além de todas estas imposições e proibições, a Alemanha ainda foi obrigada a pagar uma indenização de 270 milhões de marcos-ouro aos países aliados. Pensões às viúvas, mutilados e órfãos também foram impostas. Os franceses foram os principais beneficiados pelas indenizações.

A Segunda Guerra Mundial pode ter sido causada por causa do Tratado de Versalhes, que gerou uma revolta e uma vontade de revanche da Alemanha, que fortaleceu seus ideais nazistas, liderada por Adolf Hitler. A paz almejada pelo Tratado foi substituída por uma sensação de desonra pelas medidas humilhantes do tratado.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *