Sócrates

Embora não tenha escrito nenhum livro, Sócrates é um dos mais destacados filósofos da Grécia Antiga. As informações a respeito de sua vida, bem como o conteúdo de suas ideias, encontram-se em obras de alguns de seus discípulos e adversários, especialmente nos escritos de Platão, Aristófanes e Xenofonte.

A Vida de Sócrates

Sócrates nasceu em 469 ou 47 0 a. C. e viveu em Atenas, na época o mais importante centro econômico e cultural do mundo grego. O regime de liberdades políticas características da democracia ateniense não só permitia como estimulava as discussões de problemas políticos e filosóficos. Os professores que se denominavam sábios ensinavam aos jovens como argumentar durante as discussões. Apesar de ter sido considerado um sofista (sábio), Sócrates desenvolveu uma linha de pensamento que, sob muitos aspectos, era contrária às concepções desses mestres de retórica.

socrates

Sócrates foi um dos mais destacados filósofos da Grécia Antiga

Fato a que se atribui grande importância na vida de Sócrates foi uma revelação do oráculo de Delfos, que dizia ser ele o mais sábio dos homens. Depois de refletir muito sobre a afirmação do oráculo, o filósofo chegou à conclusão de que toda a sua sabedoria consistia simplesmente em ter a convicção de que nada sabia com certeza. Desta conclusão, Sócrates retirou seus métodos de ensinamento.

Seus Métodos de Ensinamento

Partindo desse ponto de vista, descobriu que sua missão, como pensador, era fazer os homens tomarem consciência de sua ignorância. E para atingir esse objetivo, dividiu seu método de ensinamento em duas etapas fundamentais. A primeira, denominada ironia, consistia em levar o discípulo (ou adversário) a expor suas ideias; e, em seguida, fazia uma série de perguntas a fim de confundir o interlocutor e obrigá-lo a reconhecer sua ignorância. Na segunda etapa, o interlocutor, já ciente da sua ignorância, era conduzido, por meio de novas perguntas, a expor suas próprias ideias.

Ao contrário dos sofistas, que recebiam dinheiro por suas aulas, Sócrates ensinava gratuitamente, fato que contribuiu para que tivesse numerosos discípulos.

Por sua conduta pessoal, considerada extravagante, e também por suas posições políticas e filosóficas, Sócrates foi levado a julgamento, sob a acusação de introduzir novos cultos e de corromper a juventude ateniense. Considerado culpado, foi condenado a beber cicuta, morrendo com cerca de 70 anos de idade, em 399 a.C.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *