Como Começou a Guerra do Paraguai

Conhecida também como “guerra pelos rios”, a Guerra do Paraguai foi o conflito mais violento registrado na América do Sul. Suas principais causas foram a necessidade paraguaia de uma saída para o mar, vital para o desenvolvimento de seu comércio, o problema de fronteiras e do direito de navegação nos rios Paraguai, Paraná e do Prata e a intromissão do Paraguai e do Brasil nos assuntos internos do Uruguai.

Durante as lutas pela independência, no início do século XIX, o Vice-Reino do Prata, colônia espanhola, foi desmembrado em três países: Argentina, Paraguai e Uruguai. A independência do Uruguai, porém, só se concretizou em 1828, após muitas disputas entre Brasil e Argentina (Questão Platina), por causa da posição chave que aquele país ocupava na região. A independência do Paraguai esteve inicialmente ameaçada pelo desejo argentino de manter os limites do antigo Vice-Reino. Por essa razão, o país empreendeu uma política de isolamento, sem relações diplomáticas ou comerciais. Em 1840, porém, ao assumir o governo, Carlos Antonio López percebeu que essa política estava levando o país à estagnação econômica. Ele restabeleceu, então, o contato com a Europa e firmou um tratado de amizade com o Brasil, que permitia a livre navegação pelo rio Paraguai. Carlos Antonio morreu em 1862, sendo sucedido por seu filho, Francisco Solano López. O novo governante tinha ambições maiores: pretendia transformar o Paraguai numa potência. Para isso armou o país com poderosa marinha fluvial e formou o maior exército da América do Sul (64.000 homens).

A Guerra Começa de Fato

guerra do paraguai

A Guerra do Paraguai foi extremamente violenta

A situação interna do Uruguai tinha atingido, nessa época, um alto grau de instabilidade. Além disso, as facções em luta recebiam apoio externo: os blancos, no poder, eram apoiados pelo Paraguai; os colorados, pelo Brasil. Em 1864, o Brasil interveio no conflito. López, em resposta, desencadeou a guerra, na qual seu país lutaria até a derrota total.

Para atingir o Uruguai, porém, os paraguaios tinham que atravessar território argentino. López solicitou uma licença, que não lhe foi concedida. Em janeiro de 1865, as tropas do Paraguai tomaram Corrientes e a Argentina entrou na guerra. Um mês depois, o presidente uruguaio, Atanasio Aguirre, foi deposto pelas tropas brasileiras. Assumiu o poder o chefe dos colorados, Venancio Flores, e o Uruguai torno-se aliado do Brasil.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *