Chegada da Corte ao Brasil em 1808

O Brasil durante muito tempo foi uma colônia de Portugal. No entanto, conforme a Coroa percebeu os riscos de perder o território e as riquezas que daqui provinham, tornou-se fundamental integrar a parte americana ao reino. Esse processo foi garantido pela mudança da Corte para o Brasil em 1808.

Chegada da Família Real ao Rio de Janeiro

Chegada da Família Real ao Rio de Janeiro

A Vinda da Família Real Portuguesa

Após a Revolução Francesa, Napoleão Bonaparte se tornou imperador na França e deu início a um projeto expansionista, entrando em guerra contra vários países europeus, sobretudo a Inglaterra. Naquela época, Portugal era dependente financeiramente dos ingleses, mas Napoleão exigiu que o príncipe regente D. João fechasse seus portos para os navios britânicos. Diante dessa situação, o monarca português decidiu, estrategicamente, embarcar com sua família e a corte para o Brasil. Em janeiro de 1808, as 15 embarcações, que traziam cerca de 15 mil pessoas, chegaram a Salvador.

Transformação do Rio de Janeiro

A transformação do Rio de Janeiro em capital do Império promoveu profundas transformações na cidade. Para alojar os membros da corte portuguesa, o príncipe regente solicitou que alguns moradores abandonassem suas casas. Nas portas das residências, eram afixados cartazes com as letras PR, que significavam Príncipe Regente. Os cariocas zombavam da medida e diziam que o significado real das letras era “ponha-se na rua”.

Além disso, o monarca precisou criar uma estrutura digna de centro imperial no Rio de Janeiro. Assim, foram criados

  • o Banco do Brasil;
  • o Teatro de Ópera;
  • o Jardim Botânico;
  • e outras instituições importantes para a manutenção do poder.

Relacionados

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *