Pré-sal

Desde 1970 se discutia a possibilidade haver petróleo na camada pré-sal do planeta. Esta camada fica abaixo da camada de sal, que está abaixo da camada de sedimentos, abaixo do oceano. Geógrafos da Petrobrás já acreditavam nesta possibilidade, mas não tinham recursos para pesquisas.

Mas após vários anos, foi descoberta a existência de petróleo a cerca de  5 a 7 mil metros de profundidade abaixo do nível do mar. É uma camada de aproximadamente 800 quilômetros de extensão por 200 quilômetros de largura, que vai do litoral de Santa Catarina ao do Espírito Santo.

A extração do pré sal

A extração desse petróleo não será fácil. Será preciso ultrapassar mais de 2.000m de água, uma camada de 1.000m de sedimentos e outra de aproximadamente 2.000m de sal. É um processo complexo, dependente de muito tempo e dinheiro.

pre sal

Veja onde está a camada pré-sal

Se for mesmo possível extrair este petróleo, o Brasil poderá exportá-lo, pois a quantidade estimada é imensa. O governo pretende integrar o país à OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo).

Além dos poços no litoral de Santa Catarina ao Espírito Santo, já foram descobertos outros poços na camada pré-sal, é o caso de Tupi, Guará, Bem te vi, Carioca, Júpiter e Iara, sendo Tupi o maior deles. A Petrobras estima que nesta reserva exista entre 5 bilhões e 8 bilhões de barris de petróleo.

As áreas de exploração serão leiloadas entre diversas empresas nacionais e estrangeiras, segundo a Lei do Petróleo. As empresas compradoras terão um tempo determinado para extrair o óleo.

As reservas de petróleo e gás natural do Brasil podem triplicar depois dessa descoberta. Estima-se que a produção chegue a 50 bilhões de barris, é o que afirma Haroldo Borges Rodrigues Lima, diretor geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). Está previsto que em 2013 ou 2014 comece a produção em larga escala.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *