A Melhor Forma de Estudar

Estudar nem sempre é tarefa fácil. Requer determinação, disciplina e força de vontade. Mas muitas vezes, mesmo com todos esses requisitos o aluno acaba se saindo mal nas provas. Isto pode acontecer se o aluno estiver estudando de forma errada. Acredite! Estudar da forma certa ajuda a entender o conteúdo e, consequentemente, guardar na memória.

A revista científica Psychological Science in the Public Interest publicou, em janeiro de 2013, uma pesquisa que avaliou as formas de estudo. Segundo a pesquisa, as melhores formas de estudo são o teste prático e  a prática distribuída.

Teste Prático

Fazer exercícios sobre o assunto estudado é uma das melhores maneiras de aprendizagem. O ideal é fazer todos os exercícios que encontrar pela frente, mas principalmente, faça exercícios de provas anteriores, seja do Enem, de Vestibulares, ou Concursos Públicos.

Prática Distributiva

A prática distribuída consiste em distribuir o estudo ao longo do tempo, em vez de concentrar toda a aprendizagem em um só período, como na semana anterior à prova, por exemplo. A pesquisa mostra que estudar em períodos espaçados torna o aprendizado mais fácil. Estudar todo o conteúdo de uma só vez, em um mesmo período, geralmente, não funciona.

Formas de Estudo de Utilidade Baixa e Moderada

estudar

Saiba qual é a maneira certa de estudar

O estudo apontou algumas formas de aprendizagem muito usadas pelos estudantes como de baixa utilidade, ou seja, que não ajudam muito no aprendizado. Algumas dessas formas são: grifar, resumir, utilizar mnemônicos, visualizar imagens para apreensão de textos e reler conteúdos.

Ao grifar, o aluno não está aprendendo muita coisa, ele simplesmente está grifando uma parte importante do texto, o que não significa que está gravando aquele assunto.

Reler o texto ainda é melhor que grifar ou resumir (às vezes o resumo pode ser melhor, dependendo do aluno, e se for uma prova escrita, não objetiva), mas o estudo afirma que esta releitura deve ser feita imediatamente após a leitura, ou também não funcionará.

Entre as formas de estudo de utilidade moderada, estão a interrogação elaborativa, que consiste na elaboração de perguntas, a fim de criar explicações e justificativas e a auto-explicação, que consiste em entender o texto e explicá-lo a você mesmo, com suas palavras.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *