Parasitologia: Platelmintos – Ciclo de Vida e Profilaxia

Você provavelmente já esta acompanhando nossa série de posts sobre Parasitologia. Assunto recorrente no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) este é o terceiro de uma série de quarto textos sobre o tema. Caso não tenha lido os outros confira tudo o que você precisa saber sobre Parasitose Humana e Helmintos Nematódeos, hoje vamos falar sobre os Platelmintos e seu ciclo de vida.

Platelmintos

Antes de qualquer coisa é importante saber que esses seres são caracterizados por ter o corpo achatado, em forma de fita. Seu nome científico é Platyhelminthes que chamaremos aqui de platelmintos. Confira então os principais indivíduos, suas respectivas doenças e a profilaxia de cada uma delas:

Taenia solium e Taenia saginata

Conhecidas como solitárias, as Taenias são vermes parasitas encontradas na carne de porco (Taenia solium) ou de boi (Taenia saginata). Esse verme pode parasitar o intestino dos seres humanos através da ingestão destas carnes mal cozidas/assadas.

Ciclo de Vida: Seu ciclo se baseia na sua auto-fecundação (são hermafroditas). Esses vermes possuem o corpo dividido em proglótides (segmentos) que possuem funções. As proglótes que possuem os órgãos de reprodução, após a cópula se desprendem do corpo da Taenia e são eliminadas nas fezes da pessoa infectada, causando a contaminação do solo.

Animais como porco ou boi ao se alimentarem de plantas desse solo se contaminam e são parasitados nos músculos pelos cisticercos (larvas encistadas). Uma pessoa ao comer essa carne contaminada e mal cozida, se contaminará pelo cisticerco desse verme que terminará seu desenvolvimento no intestino humano, se tornando um adulto, auto-fecundando e liberando as proglotes grávidas nas fezes.

A Doença e Profilaxia: A presença desse verme adulto no intestino humano, causa a doença conhecida como teníase e os sintomas são desde insônia, irritabilidade à diarreia e cólicas abdominais. Como profilaxia deve-se realizar o saneamento básico, fiscalização da carne vendida e o bom cozimento da carne consumida.

platelmintos

Tudo que você precisa saber sobre platelmintos

Schistosoma mansoni

Causador da doença esquistossomose, são dioicos (macho e fêmea) e parasitam humanos se instalando nas veias que conectam intestino e fígado.

Popularmente conhecida como barriga d’água, devido aos sintomas causados pela parasitose, tais como: aumento do volume do abdômen por causa do crescimento exacerbado do fígado e do baço, órgãos atingidos pela doença.

Ciclo de Vida: O ciclo desse verme é completo ao parasitar humanos e caramujo do gênero Biomphalaria. O verme adulto põe seus ovos nas veias do intestino e esses são liberados através das fezes. Ao entrar em contato com águas, esses ovos se transformam em estágio larval, o miracídeo que ao encontrar o caramujo do gênero Biomphalaria, o penetra ativamente para continuar seu ciclo, se transformando no próximo estágio larval denominado cercaria. As cercarias são, então, liberadas novamente na água. Um humano, ao entrar em contato com essa água contaminada, pode ser parasitado através da penetração ativa da cercaria através da pele. Ao atingirem a corrente sanguínea, chegam as veias que conectam intestino e fígado, se desenvolvendo e se tornando adultos.

Profilaxia: É necessário o saneamento básico, identificação de águas contaminadas e evitar o contato com as mesmas e o combate ao caramujo hospedeiro.

Ficou com alguma dúvida? Deixa aqui nos comentários que temos o maior prazer em trazer informações claras e completas para te ajudar a passar no próximo vestibular. Não deixa também de conferir nossos outros textos sobre o tema.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *