Fermentação

Todos os seres vivos precisam de energia para viver. Muitos utilizam a respiração para obter energia, mas alguns seres vivos, principalmente microrganismos, obtêm energia através da oxidação incompleta da glicose. Essa forma de obtenção de energia se diferencia da respiração, por não utilizar oxigênio (processo anaeróbico).

Respiração e Fermentação

Como já dissemos, a respiração e a fermentação se diferenciam, porque enquanto a primeira utiliza o oxigênio, a segunda não o utiliza no processo de obtenção de energia. Veja abaixo:

  • Respiração aeróbia: utiliza oxigênio livre
    C6H12O6 + 6 O2 ➝ 6 H2O + 6 CO2 + energia
    (glicose + oxigênio ➝ água + gás carbônico + energia)
  • Respiração anaeróbia: utiliza substâncias que contém oxigênio
    C6H12O6 + 4 NO3 ➝ 6 CO2 + 6 H2O + 2 N2 + energia
    (glicose + nitrato ➝ gás carbônico + água + nitrogênio + energia)
  • Fermentação: utiliza substância que desdobram a matéria orgânica
    C6H12O6 ➝ 2 C2H5OH + 2 CO2 + energia
    (glicose ➝ etanol + gás carbônico + energia)
Fermentação

Processo de fermentação

O nome “fermentação” se refere a um processo que se dá graças aos fermentos ou enzimas. Os fermentos são catalisadores biológicos, capazes de desencadear o desdobramento de uma substância em outra mais simples. Essas enzimas são produzidas por algumas bactérias, protozoários e fungos, principalmente os fungos microscópicos do grupo das leveduras.

Usos da Fermentação

A fermentação tem grande importância na vida de todos nós. O processo de fermentação tem ampla aplicação industrial, principalmente na produção de pães, queijos, iogurtes, coalhadas e bebidas alcoólicas.

  • Fabricação de vinho: na produção de vinho, as frutas são amassadas e trituradas. O suco de uva obtido com a trituração passa pelo processo de fermentação, em grandes tonéis de madeira, até se transformar no vinho que conhecemos. O fungo Saccharomyces cerevisiae é usado para fermentar o açúcar da uva, assim como o açúcar do malte na produção de cerveja, ou seja, é a fermentação que produz o álcool em ambas as bebidas;
  • Fabricação de queijos: os queijos são fabricados através de enzimas produzidas por fungos ou bactérias. Os queijos gorgonzola, camembert e o roquefort são exemplos dos que usam fungos na produção, enquanto o queijo de minas é um tipo que utiliza enzimas produzidas por bactérias;
  • Fabricação de iogurtes: o iogurte é produzido pela famosa fermentação lática, onde as bactérias, denominadas de lactobacilos, produzem ácido lático;
  • Fabricação de vinagre: o vinagre é produzido através da fermentação acética, que consiste em uma reação química, onde ocorre a oxidação parcial do álcool etílico, obtendo o ácido acético;
  • Fabricação de pães: na fabricação de pães, também é utilizada fermentação por enzimas dos fungos. O fermento biológico, acrescentado na massa, nada mais é do que leveduras, que reagem com o açúcar, produzindo gás carbônico (CO2). O CO2 fica armazenado em cavidades dentro da massa, que cresce com o processo de fermentação. O objetivo do uso do fermento é fazer o pão crescer e deixar a massa mais fofa.

Como podemos observar, além de servir como forma de energia para microrganismos, a fermentação também é muito importante para a vida moderna, pois está presente em diversos processos industriais.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *