Botânica

A Botânica é uma das áreas estudadas pela Biologia. A palavra Botânica vem do grego botané, que significa “planta”, que deriva, por sua vez, do verbo boskein: “alimentar”. Compreende o estudo morfológico, ecológico, evolutivo e fisiológico das plantas ou vegetais. É também responsável por estudar as doenças das plantas, sua classificação e distribuição. Além disso, a botânica também estuda a classificação e a anatomia dos vegetais. Essa área vem sendo estudada desde o início dos estudos biológicos, mas somente em 1979, foi reconhecida como parte dos cursos de Biologia.

Caracteriza-se como planta qualquer ser que seja fotossintetizante, ou seja, produz seu próprio alimento através da presença de luz, e também seja clorofilado, ou seja, tenha clorofila em sua composição.

A História da Botânica

planta

Botânica: ciência que estuda as plantas

Sabe-se que essa ciência vem sendo estudada há milhares de anos.  No ano 370 antes de Cristo, um filósofo grego chamado Teofrastus, discípulo de Aristóteles, escreveu dois tratados: “Sobre a História das Plantas” (Historia Plantarum) e “Sobre as Causas das Plantas”. Antes disso, Aristóteles já havia escrito algo onde classificava as plantas em “com flores” e “sem flores”. Outros filósofos como ele (Plínio, o Velho e Dioscórides por exemplo) foram os responsáveis pelo início do estudo dos vegetais, sua classificação, efeitos sobre o organismo, fisiologia, etc.

O Herbarium, obra que classifica e nomeia vários tipos de plantas, dando suas características, foi criado no século 16 pelo alemão Otto Brunfels. Otto Brunfels é considerado o pai da botânica, juntamente com o sueco Lineu, que dois séculos depois do Herbarium, propôs a nomenclatura binomial para identificação. Lineu classificava as plantas de acordo com a posição e número de estames na flor.

É claro que a interação do ser humano com as plantas é bem mais antiga, tanto para a alimentação, como para a utilização em remédios caseiros. Mas os estudos tiveram início com esses grandes estudiosos.

Classificação Botânica

A subdivisão do Reino Plantae em criptógamas e fanerógamas, que são, respectivamente plantas sem flores e com flores, foi proposta anos depois por Eicher.

A classificação entre cormófitas (plantas que possuem raiz, caule e folhas) e talófitas foi proposta mais tarde por Engler, outro cientista que tinha grandes interesses na área da botânica.

Hoje em dia, com o avanço da Biologia Molecular, outras formas de classificação vêm sendo propostas.

No Brasil, o estudo das plantas teve início com a chegada da corte portuguesa. O Jardim Botânico do Rio de Janeiro, criado em 1808, por D. João VI, foi uma consequência desses estudos.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *