Bacterioses: Doenças Causadas por Bactérias

Apesar de existir em nosso organismo mais bactérias do que células e de todos os benefícios provenientes delas, como vimos no resumo sobre bactérias, algumas delas podem causar doenças, e muitas delas são extremamente graves, podendo levar até à morte.

Estas doenças, na maioria das vezes, podem ser transmitidas de uma pessoa para outra, através de contato ou até mesmo pelo ar. Vamos estudar hoje algumas dessas doenças causadas por bactérias, as chamadas bacterioses.

Veja as principais bacterioses, sua forma de transmissão, sintomas e profilaxia:

Tuberculose

A tuberculose é causada pelo Bacilo de Koch, e é uma das doenças infecciosas documentada desde a mais longa data e que ainda ocorre nos dias atuais. A tuberculose pulmonar é a forma mais frequente da doença, porém o bacilo da tuberculose é capaz de infectar outras áreas do corpo e não apresentar malefícios.

Bacilo de Koch

Bacilo de Koch, bactéria causadora da turbeculose

Transmissão: dá-se por via aérea, através da tosse, espirro e da fala.

Sintomas: tosse (geralmente por mais de 15 dias), febre (mais frequente ao entardecer), suores, falta de apetite, cansaço.

Profilaxia: evitar aglomerações, cuidado do doente ao tossir e espirrar (proteger a boca e o nariz). Existe tratamento com antibióticos, que é longo e não deve ser interrompido, pois esta interrupção pode levar à seleção de bactérias resistentes e prejudica drasticamente a saúde do paciente.

Lepra (Hanseníase)

É uma doença infecciosa que afeta os nervos e a pele, provocando danos severos. Porém, pode afetar também outros órgãos como o fígado, os testículos e os olhos. Não é uma doença hereditária. É causada pelo bacilo de Hansen, o Mycobacterium leprae.

Bacilo de Hansen, bactéria causadora da hanseníase

Bacilo de Hansen, bactéria causadora da hanseníase

Transmissão: só é possível através de contato íntimo e contínuo com o doente.

Sintomas: manchas brancas ou avermelhadas, normalmente com perda de sensibilidade, fisgadas ou dormência nas extremidades, caroços e placas em qualquer local do corpo.

Profilaxia: existe a vacina BCG, que apesar de não garantir imunidade total, deve ser aplicada em todas as pessoas que partilham do domicílio com o doente. O tratamento é feito com antibióticos e tem cura.

Leptospirose

É causada por uma bactéria presente na urina do rato, a Leptospira, tornando-se assim um grande problema em situações de enchentes e inundações. Qualquer pessoa que entrar em contato com água contaminada poderá se infectar, uma vez que a bactéria penetra no corpo através da pele, especialmente se esta possuir cortes ou arranhões.

Leptospira, bactéria causadora da leptospirose

Leptospira, bactéria causadora da leptospirose

Transmissão: através da urina do rato.

Sintomas: alguns pacientes podem não apresentar sintomas, mas geralmente a doença é caracterizada por febre alta com calafrios, dor de cabeça e muscular, e um sintoma mais típico, a hiperemia conjuntival (olhos acentuadamente avermelhados).

Profilaxia: como não há vacina, a precaução consiste em evitar contato com água ou lama infectada.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *