A História da Fotossíntese

Hoje todos nós sabemos que as plantas são seres autotróficos, ou seja, que produzem seu próprio alimento, através da fotossíntese. E que para isso, elas precisam de água, luz e gás carbônico. Mas antes acreditava-se que as plantas obtinham seu alimento através do solo.

Um dos primeiros a cientistas a discordar desta teoria foi Jan Baptist Van Helmont, que colocou uma planta em um vaso de cerâmica, molhando sempre e observou durante cinco anos. Após este tempo, a planta havia crescido e a quantidade de solo no vaso era a mesma. Ele então criou a teoria de que as plantas retiravam seu sustento da água.

fotossintese

A fotossíntese vem sendo estudada há muitos anos

Stephan Hales, um cientista inglês, divulgou, em 1727, que as plantas retiravam os nutrientes necessários para sua sobrevivência do ar. Já em 1772, Joseph Priestley descobriu que as plantas renovavam o ar. Esta descoberta se deu porque o cientista colocou uma vela acesa junto de uma planta em um recipiente, e a vela permanecia acesa, o que quer dizer que sempre havia oxigênio dentro do recipiente, graças à planta.

Em 1796, Jan Ingen-Housz confirmou o experimento de Priestley, e ainda descobriu que só as partes verdes das plantas eram capazes de purificar o ar. Nicholas de Saussure foi quem chegou à conclusão de que a água também era de extrema importância para a sobrevivência das plantas e que a luz era responsável pelas plantas produzirem oxigênio e absorverem gás carbônico. Isto foi em 1804. Mas em 1905, Blackman descobriu que haviam dois tipos de fotossíntese, a que ocorria na luz e a que ocorria no escuro.

A descoberta de que a água era responsável pela geração de oxigênio na fotossíntese veio com o cientista Van Niel, um estudante de graduação da Universidade de Stanford, no ano de 1920. Suas teorias foram confirmadas por Melvin CalvinAndrew Benson e seus colaboradores. A partir de outros experimentos, eles descobriram qual era a função do carbono no processo de fotossíntese, além de pesquisarem como ocorria a produção dos aminoácidos, carboidratos e outros compostos orgânicos. Por causa dessas descobertas, Calvin ganhou o Prêmio Nobel de Química em 1961.

O Ciclo dos Ácidos Dicarboxílicos, que ocorre nas plantas superiores, foi descoberto na década de 1960, pelos cientistas H. P. KortshakM. D. Hatch e C. R. Slack.

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *